Comprimento Midi

Mas o que é que tem a ver o comprimento midi com a primeira guerra mundial?

Calma gente! Vou contar tudo pra vocês sobre o comprimento midi nesse post do amô!

O meu amor pela história da moda é antigo e quando eu gosto muito de um estilo de peça ou tendência, eu já corro pesquisar sobre a história. Não só na internet, mas também em livros. (Sim, eu adoro livros didáticos) Hahahaha.

Como eu to nessa vibe amor eterno por midi, não poderia deixar de trazer a história desse comprimento aqui no blog né? E essa ~tendência~ vem de uma outra história que sou fascinada. Guerra Mundial. (não é fascínio de achar lindo tá gente? É de querer saber como aconteceu e tal). Enfim!

Comprimento midi é conforto

Os vestidos e saias sempre estiveram rondando pelas mulheres ~desde os tempos mais primórdios~. Com a Primeira Guerra Mundial todas as coisas foram tomando um rumo  diferente, uma delas foi o comprimento das vestimentas femininas. Em 1915 as saias e vestidos começaram a parar na altura canela, mas isso não foi só pra bonito não. Teve um bom motivo!

Com a homarada toda na guerra as mulheres assumiram o posto de trabalho. Agora pensem aqueles vestidos todos cheios de ~frufru~, com espartilho e os caraio. Ninguém merece! Então pra ter mais agilidade, apareceu o midi. TCHÃRAAAN!

Agora calma que vou falar pra vocês sobre quem? COCO CHANEL, SIM! Essa minha BFF Coco C. (hahahaha) começou a utilizar o tecido jérsei e se jogou no comprimento midi nas suas produções. Hazô né? O midi teve uma grande importância na época. Foi quando as mulheres já estavam ganhando mais independência, com um ritmo mais agitado. O tecido e comprimento ajudavam a ter mais conforto no dia a dia e também nas danças frenéticas de jazz da época <3

O midi chegou a ficar com comprimento até abaixo dos joelhos, mas tiveram protestos e pressão da indústria têxtil, por estarem vendendo pouco tecido, então o tamanho acabou voltando até os tornozelos.

Comprimento Midi

O midi sumiu mas depois apareceu

Na Segunda Guerra Mundial as roupas começaram a ficar bem masculinizadas. Por que Cáh? Miga, sua loca, nesse post aqui eu conto tudo sobre isso! Mas resumidamente o ~se vira nos 30~ fez com que roupas masculinas fossem reformadas pela escassez de matéria prima pra novas confecções. SOU CULTURA GENTE, SENTA DO MEU LADO QUE VOCÊS PASSAM DE ANO!

O visual feminino na moda começou a voltar em 47 com o BFF Dior. O cara revolucionou com o “New Look”. O midi voltou, mas mais robusto, com mais glamour e cortes que valorizavam a cintura e quadril. Aí vocês já sabem né? Virou a moda sensação dos anos 50 junto com o estilo rockabilly que eu tanto acho lindo!

Comprimento Midi

Depois de citar Chanel e Dior em um único post, não tem como não amar essa peça não é? O mais legal de conhecer a história é perceber que a moda mudava muito por questões políticas e sociais. Nada a ver com o que acontece hoje né?

Se gostam desses posts de história continuem acompanhando que aqui é pura cultura gente. E se vocês acham que agora no inverno tá difícil de usar midi, fiz um post mostrando como dá sim pra usar midi no frio. #pas

Beijos ❤

Comentários

Administradora por formação, blogueira por amor e metida a web designer por economia.

5 thoughts on “O comprimento midi e a primeira guerra mundial”

  1. Gostei de saber um pouco dá história do Midi, acho lindo esse estilo principalmente as saias. Que bom que essa tendência está de volta, o midi seja saia ou vestido é puro charme e elegância, bjs.

  2. não acredito que eu encontrei um blog que eu me identificasse real 😮 moda e segunda guerra mundial no mesmo post??? meu sonho isso não é possível hahaha ❤

    sariandoporaii.blogspot.com

  3. Achei super legal saber mais sobre a história !! Eu acho um charme montar esses looks . Nós mulheres arrasamos desde sempre né

Deixe uma resposta