Olá!
Sou a Sophie e sim, decidi realizar essa loucura e assistir à uma das maiores festas do planeta de perto, o Ano Novo chinês.
Sempre me falaram que era lindo, cheio de fogos e boas vibrações e acho que vai valer a pena. Mas antes tive que me preparar bastante.
Pensando nessa preparação resolvi fazer esse post com dicas para quem quiser se jogar na mesma aventura que vou viver. Só para lembrar, o Ano Novo chinês começa no dia 31 de janeiro em 2014 (digo isso porque em cada ano é uma data diferente) e será o ano do Cavalo.


Para entender melhor, é preciso saber que os chineses (não todos, claro) acreditam no tradicional calendário lunar, onde em cada ano um signo animal denomina o ciclo, que só termina em meados de janeiro ou fevereiro do ano seguinte. Ao todo são doze signos animais. Mais informações aqui.

O Ano Novo Chinês, que também é chamado de Festival da Primavera, é a mais importante das festas tradicionais chinesas. A celebração dura geralmente 15 dias, a partir do Dia de Ano Novo até o Festival das Lanternas, que cai sempre no 15º dia do primeiro mês do calendário lunar chinês. Enfim, para ver de perto os fogos de artifício, as bombinhas, os envelopes vermelhos, a dança do leão, a dança do dragão, as lanternas com enigmas e outras características da festa resolvi ir à Pequim, considerada a melhor cidade para aproveitar a data.

Durante os 15 dias de festa, a famosa Feira do Templo oferece entretenimento, artes e ofícios tradicionais, canto, culinária, dança e diversão. O Parque Ditan Fair, a Feira do Templo Baiyunguan e do Templo Changdan, são algumas das mais populares feiras de templos em Pequim.
Caso você vá faça apenas um “bate-volta” na China, não é necessário o visto de entrada no país, pois eles liberam um visto provisório de 72 horas para conexões ou passagens rápidas pelo país. Caso fique mais tempo, no entanto, é necessário emitir o visto em um dos consulados chineses no Brasil. O documento custa aproximadamente R$ 200 e vai valer por 3 meses a partir da data de entrada na China. Eu achei que era necessário e acabei comprando, mas, de acordo com esse siteo seguro viagem é opcional, então dá para economizar com isso.

As viagens também são longas, então aproveite para descansar no avião. Como não há vôos diretos entre o Brasil e a China, as escalas geralmente são realizadas em cidades na Europa, Oriente Médio ou na África do Sul.
No mais, é só levar suas roupas preferidas, a máquina fotográfica e aproveitar as festas.

Espero que gostem e acompanhem essa viagem!

Comentários

Administradora por formação, blogueira por amor e metida a web designer por economia.

Deixe uma resposta